MENU

Letra da Música

Acostume-se - Abstrato ZK + Lado B


Original
Traducción al Español
English Translation
Dónde Estarás - J. Balvin
Dinero - Jennifer Lopez feat. DJ Khaled, Cardi B
Fall In Line - Christina Aguilera feat. Demi Lovato
Mi Cama - Karol G
This Is America - Childish Gambino
Fall In Line - Traducción - Christina Aguilera
Única - Ozuna
My Life Is Going on - La Casa De Papel
甘えちゃってSorry - AYA a.k.a. PANDA
Don't Go Breaking My Heart - Backstreet Boys
Piso - Bhavi ft. Ecko
FAME - Kontra K feat. RAF Camora
Back To You - Selena Gomez
Back To You - Traducción
Top 1 FR - Habitué - Dosseh
Top 1 AR - Dimelo - Paulo Londra
Top 1 BR - JOGO DO AMOR - MC BRUNINHO
Top 1 DE - Warum - GZUZ
Top 1 TR - Şehrin Yolu - Feride Hilal Akın
Top 1 NL - Money Komt, Money Gaat - Josylvio
Top 1 RU - Bloom - перевод по-русски - Troye Sivan
Top 1 MX - Besame - Bhavi feat. Seven Kayne
Top Viral - Dame Tu Cosita - El Chombo
Ao Vivo E A Cores - Matheus & Kauan feat. Anitta

Acostume-se - Abstrato ZK + Lado B - Original's Studio | Letra da Música

Motivos, afetivo
degola, emotivo
Arregaça, passivo
Fácil Vacilo Ativo
Bruto puto salivo
Insano sigo massivo
Planos planto Cultivo
Verso quebra vidro
Mutilação interna
Otário em Tratamento
Vim bater com força
E não é treinamento
Quem te tromba, atropela



Quem te bate, Judia!
E a navalha segue esquentando
Em Banho maria
Não se Acostume
Eles abaixam sua cabeça
Em forma de gratidão
corpos são vasilhames
cheios de depressão
Em panela de pobre suor ferve
Pra quem não sabe onde ir
Qualquer caminho serve
Cegos seguem incenso
Por um tesão intenso
Tubarões adoram sangue
Nesse mar imenso
É pau em quem rodeia
É chave de cadeia



machucando com muito amor
aquele que te odeia
Trabalhar pra comer
romantiza o clichê
profecia que se cumpre
retalhando você
Sufocando a beleza
ditadura da estética
rotina mata “noiz" igual
cadeira elétrica
Olhando feio
Peso do mundo
Sentem medo
Sinto muito
Rosto opaco
Natureza morta
Autoestima baixa
Coluna torta
Cabeça erguida
Rota calcula
A vida é Tarja preta
Sem a bula



Existem 2 caminhos
Foco ou Drama
Ou você reage
Ou reclama
E quem respira padrão
inspira toxina
mente vazia é o alicate
do cão numa oficina
Exibindo a medalha
sofredor omisso
comedor de migalha
escravo vitalício
humilhação goela baixo
desce como vinagre
é como ver o ateu
a esperar de um milagre
enquanto sangue correr
mantem a sagacidade
seja você mesmo



mesmo que desagrade
contramão do padrão
herói preto no anti-horário
esporro social com
atitude no vestuário
intolerância na veia
pré-conceito rodeia
quem não pode te controlar
é quem mais te odeia
santas fazem orgia
inópia não sacia
na mão o crucifixo
causando asfixia
monstros tem cunho
te usam de rascunho
esmagam seu raciocínio
com a força punho
somos gente estranha
sorrindo quando apanha



diferencia quem” arrega”,
dos que se arreganha
juramento sagrado
escrito a bisturi
demônios rezam pra tê-lo
sem deixá-lo dormir
desespero é força
mesmice nem disfarça
burrice é a forca
sonhar demais é farsa
otários são mutuários
habitam em santuários
nem verme no pior dia
rasteja ao contrario
rezam por quem mente
mentindo por quem fala
falando por quem crê
crendo por quem se cala
o saber é um mantra
desentala garganta
a vida é uma vadia
com cara de santa
8x Não, não se acostume



Motivos, afetivo
degola, emotivo
Arregaça, passivo
Fácil Vacilo Ativo
Bruto puto salivo
Insano sigo massivo
Planos planto Cultivo
Verso quebra vidro
Mutilação interna
Otário em Tratamento
Vim bater com força
E não é treinamento
Quem te tromba, atropela



Quem te bate, Judia!
E a navalha segue esquentando
Em Banho maria
Não se Acostume
Eles abaixam sua cabeça
Em forma de gratidão
corpos são vasilhames
cheios de depressão
Em panela de pobre suor ferve
Pra quem não sabe onde ir
Qualquer caminho serve
Cegos seguem incenso
Por um tesão intenso
Tubarões adoram sangue
Nesse mar imenso
É pau em quem rodeia
É chave de cadeia



machucando com muito amor
aquele que te odeia
Trabalhar pra comer
romantiza o clichê
profecia que se cumpre
retalhando você
Sufocando a beleza
ditadura da estética
rotina mata “noiz" igual
cadeira elétrica
Olhando feio
Peso do mundo
Sentem medo
Sinto muito
Rosto opaco
Natureza morta
Autoestima baixa
Coluna torta
Cabeça erguida
Rota calcula
A vida é Tarja preta
Sem a bula



Existem 2 caminhos
Foco ou Drama
Ou você reage
Ou reclama
E quem respira padrão
inspira toxina
mente vazia é o alicate
do cão numa oficina
Exibindo a medalha
sofredor omisso
comedor de migalha
escravo vitalício
humilhação goela baixo
desce como vinagre
é como ver o ateu
a esperar de um milagre
enquanto sangue correr
mantem a sagacidade
seja você mesmo



mesmo que desagrade
contramão do padrão
herói preto no anti-horário
esporro social com
atitude no vestuário
intolerância na veia
pré-conceito rodeia
quem não pode te controlar
é quem mais te odeia
santas fazem orgia
inópia não sacia
na mão o crucifixo
causando asfixia
monstros tem cunho
te usam de rascunho
esmagam seu raciocínio
com a força punho
somos gente estranha
sorrindo quando apanha



diferencia quem” arrega”,
dos que se arreganha
juramento sagrado
escrito a bisturi
demônios rezam pra tê-lo
sem deixá-lo dormir
desespero é força
mesmice nem disfarça
burrice é a forca
sonhar demais é farsa
otários são mutuários
habitam em santuários
nem verme no pior dia
rasteja ao contrario
rezam por quem mente
mentindo por quem fala
falando por quem crê
crendo por quem se cala
o saber é um mantra
desentala garganta
a vida é uma vadia
com cara de santa
8x Não, não se acostume


Mais de sanderlei.com.br

Música - Song
Em alta - Trends - Hot Videos
Tudo que rola no mundo musical, incluindo Billboard hot 100, música brasileira e muito mais.

PDF Domínio Público
Livros em PDF para Download
Lista completa de Livros em PDF para Download em Domínio Público

Just Go - Viagem Volta ao Mundo
#JustGo - Sanderlei Silveira

Blogs
Blogs by Sanderlei
Letras , Lyrics , Poesia , Economia , História e Geografia de Santa Catarina , São Paulo , Paraná e Mato Grosso do Sul.