Machado de Assis - Dom Casmurro



CAPÍTULO LXXVII - PRAZER DAS DORES VELHAS


Contando aquela crise do meu amor adolescente, sinto uma coisa que não sei se explico bem, e é que as dores daquela quadra, a tal ponto se espiritualizaram com

o tempo, que chegam a diluir-se no prazer. Não é claro isto, mas nem tudo é claro na vida ou nos livros. A verdade é que sinto um gosto particular em referir tal aborrecimento, quando é certo que ele me lembra outros que não quisera lembrar por nada.




* * *






Machado de Assis - Dom Casmurro - Links para os Capítulos

Conteúdo correspondente: